NOVIDADES 16 de Janeiro, 2019
Compartilhe:

Vale a pena deixar de comer arroz na dieta low carb?

Grão é muito nutritivo, em especial na forma integral

Atualmente, existem inúmeras dietas para quem deseja perder peso ou ganhar massa muscular. A que está mais em "evidência" é a chamada low carb, que valoriza o consumo de proteínas e gorduras em detrimento da ingestão de carboidratos. Com isso, um dos alimentos mais consumidos do mundo, especialmente no Brasil, acaba sendo deixado de lado, apesar de seus benefícios para o organismo: o arroz.

O clínico geral e cardiologista Fábio César dos Santos, presidente da Associação de Medicina do Estilo de Vida e Saúde Funcional, lembra que o grão integral é muito saudável. "No arroz integral, você tem uma riqueza muito maior de minerais, de vitaminas do complexo B, de fibras, além de ter um baixo índice glicêmico. É o arroz ideal", comenta o especialista.

Claro que o arroz é rico em carboidrato, mas isto não significa que ele é ruim para a saúde, pelo contrário. O médico explica que, além de ser uma ótima fonte energética, ele é composto de 5% a 13% de proteínas, bem como vitaminas do complexo B e E, sais minerais e, claro, fibras. Os nutrientes ajudam a regular a produção de energia no organismo, manter a saúde do sistema nervoso, da pele, dos cabelos e também do intestino. Ainda são importantes para prevenir anemia e fortalecer o sistema imunológico, afirma Fábio Santos.

No Brasil, são três os tipos de arroz mais comuns: agulhinha (branco comum), integral e parboilizado.

O clínico geral lembra que as dietas da moda, muitas vezes, acabam excluindo alimentos poderosos e importantes, como é o caso do arroz. "Os brasileiros precisam entender que o arroz não é um vilão, mas sim, uma fonte essencial de vitaminas, fibras, proteínas, além de ser extremamente versátil e muito saboroso", afirma o médico.

O segredo é a quantidade servida numa refeição. O arroz integral cozido, por exemplo, possui 111 calorias por porção (100 gr).

Fonte: Revista Encontro