NOVIDADES 25 de Maio, 2020
Compartilhe:

Chef ensina 'truques' para deixar arroz soltinho, saboroso e inovar no dia a dia; veja

 

Chef Eduardo Lascane separou dicas e os erros mais comuns dos brasileiros ao preparar o arroz.

Por Mariane Rossi, G1 Santos

22/05/2020 - 08h33

A comida caseira nunca foi tão valorizada. Com o confinamento causado pelo novo coronavírus, muita gente se arriscou pela primeira vez na cozinha e fez suas primeiras receitas na quarentena. A comida feita em casa virou uma boa alternativa para economizar e manter a saúde, essencial na pandemia. Para muitos, virou um hobby. Para outros, foi a descoberta de um mundo de sabores.

A série 'Em casa', do G1, foi criada durante a pandemia do novo coronavírus. Ela é feita com a ajuda de chefs e profissionais da gastronomia que ensinam, de forma simples e direta, como fazer receitas da culinária brasileira e não errar na hora do preparo, garantindo refeições simples e gostosas no dia a dia.

 

Um dos ingredientes mais consumidos pelos brasileiros é o arroz. Junto com o feijão, ele faz uma combinação perfeita aliando sabor e saúde. Há também outros tipos de arroz, com texturas, tamanhos e sabores diferentes.

Apesar de ser super conhecido, muitas pessoas ainda tem dúvidas quanto ao preparo do arroz. Como acertar no cozimento, na água e na temperatura? Como não deixar empapado? Como ter um arroz soltinho e saboroso? O chef Eduardo Lascane, do restaurante Elo, separou dicas para você não se perder durante a receita e também para incrementar o arroz de todo o dia.

Quais os tipos de arroz mais usados pelos brasileiros?

 

 

  • Arroz agulhinha ou branco: suave e o mais consumido pelo brasileiro junto com feijão carioca.
  • Arroz integral: mais nutritivo, tem mais fibras e vitaminas que o comum.
  • Arroz-cateto ou japonês: grãos translúcidos curtos. Ideal para pratos da culinária japonesa.
  • Arroz carnaroli: tem grãos delicados, longos e largos. Ideal para risotos.
  • Arroz bomba ou espanhol: grão curto e redondo. É um dos mais usados na paella.
  • Arroz jamim: grãos longos e aromático. Ideal para aves e peixes de inspiração oriental.
  • Arroz selvagem: grãos maiores, marrons e sabor marcante. Ideal para acompanhar carnes.

 

 

 

 

 

Como cozinhar o arroz?

 

 

 

Além dos temperos tradicionais (cebola, alho e louro), segundo o chef, é preciso estar atento ao tempo de cozimento. O arroz branco fica pronto entre 20 e 30 minutos e o arroz integral cerca de 45 minutos. Para os demais, consulte a embalagem do arroz que, normalmente, indica o tempo de preparo.

 

“Quanto mais integral, menos polido, menos trabalhado o arroz e maior é o seu tempo de cocção. Isso torna o arroz com mais fibra, por isso, essa demora na cocção. Isso faz com que o arroz fique mais saudável", orienta o chef de cozinha Eduardo Lascane.


Como temperar o arroz?

 

"O arroz absorve bastante do líquido na cocção. A maioria das pessoas cozinha apenas em água, então, não vai agregar tanto sabor para o arroz. Se você utilizar ervas, outros temperos, o caldo de legumes ou caldo de frango e de carne, você vai agregar sabor ao arroz"

 

Como deixar o arroz soltinho?

"Faça uma refoga do arroz com azeite, óleo ou manteiga, dependendo do tipo do arroz. Uma boa refoga do arroz, evitando mexer com muita vigorosidade para não quebrar os grãos. Na hora da cocção com o líquido, evitar ficar mexendo. Fazer uma boa refoga, adicionar o líquido na medida certa e aguardar o tempo correto de cocção, sem mexer. O arroz vai ficar soltinho"

 

Quais os principais erros cometidos pelos brasileiros ao fazer um arroz?

Mexer o arroz: “As pessoas acabam mexendo o arroz para ver como ele está ou experimentam o arroz. O ato de mexer já vai acabar liberando amido e deixando o arroz mais empapado"

Quantidade de água: “Normalmente, você já tem a medida exata de arroz para água. Um para um ou um para dois, dependendo do tipo de arroz que você está preparando"

Temperatura: “Faça a refoga no fogo médio alto. Na hora da cocção, diminua um pouquinho o fogo para ele ter tempo de cozinhar, mas sem mexer ou acrescentar mais líquido. O arroz vai ficar soltinho”

 

 

Como incrementar o arroz do dia anterior ou congelado?

 

Arroz biro-biro: Há diversas versões. Esquente o arroz branco pronto na panela. O chef sugere acrescentar mais cebola, presunto, calabresa, ervilha, salsinha e batata palha quando for servir.

Arroz com frutas secas e castanhas: Com o arroz pronto, acrescente uvas-passas pretas, brancas, amêndoas torradas, castanhas de caju e do pará. Esse arroz é um bom acompanhamento para peixes e frutos do mar.

 

Bolinho de arroz: A receita caseira varia bastante. A mais tradicional leva duas xícaras de farinha de trigo, dois ovos para duas xícaras de arroz, além de temperos a gosto. Misture os ingredientes, faça bolinhas e frite em 1 litro de óleo da sua preferência. “O importante é a quantidade de ovo e temperatura do óleo para ficar certinha a cocção. Rechear o bolinho de arroz fica bem bacana, principalmente, com queijo”, sugere o chef Eduardo Lascane.

 

Veja mais receitas com ARROZ do Culinária #013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: G1 - SANTOS E REGIÃO